O que as mulheres devem saber sobre a cistite


Quem é mulher já passou ou um dia irá passar por uma dorzinha que começa na bexiga, uma certa ardência ao urinar e vontade constante de ir ao banheiro. Segundo estudos, cerca de 35% das mulheres apresentam, em algum momento da vida, infecções agudas de bexiga (cistites) e dois terços voltarão a sofrer novas crises depois do primeiro surto.

Mas, afinal, o que é cistite e como se adquire?

A cistite é uma infecção da bexiga geralmente causada por germes oriundos do trato intestinal, sendo a Escherichia coli a bactéria causadora mais comum. A cistite não é transmitida sexualmente, mas pode surgir após as relações sexuais.

De acordo com a Dra. Maria Inez Domingues Kuchiki, infectologista da clínica Cardio&Saúde, “Esta bactéria é encontrada no trato gastrointestinal e pode migrar, contaminando a região perineal (região do ânus até a vulva). A bactéria se prolifera e pode invadir a uretra, subindo para a bexiga, causando a cistite. A mulher tem maior facilidade de se contaminar pela proximidade do canal da urina com o ânus e a vulva”.

Manifestação da doença

Em geral, as mulheres se queixam do aumento da frequência das micções (polaciúria), da urgência miccional (micção imperiosa), dor na bexiga (cistalgia), de ardência e dificuldade para urinar (disúria). Além disso, a urina pode apresentar um odor forte e também, em alguns casos, pode conter sangue. Além das dores, a cistite causa um desconforto geral, dores lombares baixas e irritação.

Diagnóstico

O diagnostico da cistite é basicamente clínico, pela observação dos sintomas. O exame parcial de urina pode evidenciar a presença de leucócitos ou sangue na urina. Quando ocorre o primeiro episódio não se faz obrigatório o exame de urocultura, porém em casos de infecção de repetição pode ser necessário.

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 Cardio&Saude