© 2016 Cardio&Saude

Pessoas que tiveram varicela na infância devem ficar atentas com o herpes zoster

August 22, 2016

 

Popularmente conhecida como cobreiro, a herpes zoster é uma reativação de um quadro que estava latente. O vírus Varicella-Zoster se manifesta nas crianças como varicela, após resolução do quadro pode permanecer latente no organismo.

 

Quando o sistema imunológico começa a “envelhecer”, normalmente depois dos 60 anos de idade, o vírus pode reativar e se manifestar, mas dessa vez como herpes zoster. A infectologista e clínica médica da Cardio&Saúde, Dra. Maria Inez Domingues Kuchiki, explica que os sintomas iniciais começam com uma dor significativa numa determinada região, onde posteriormente as lesões irão aparecer. Se a dor for na região torácica, por exemplo, pode simular um infarto.

 

Ou ser confundida com uma cólica renal se for na região lombar. “A dor é intensa e depois de alguns dias aparecem as lesões de pele. Geralmente tem uma base avermelhada com vesículas na região do nervo que está inflamado. A dor no local da lesão é a principal característica, mas o paciente também pode apresentar formigamento e coceira.”

 

A vesícula da pessoa doente possui o vírus que pode ser transmitido para outras que nunca tiveram varicela (catapora). Ao transmitir o vírus a pessoa que foi contaminada irá desenvolver varicela e não herpes zoster. “A herpes zoster é contagiosa apenas quando a pessoa apresenta as vesículas, pois é o momento onde o vírus pode ser transmitido. Depois que as vesículas se tornam crostas (casquinhas) não há mais a transmissão da doença”, ressalta a infectologista.

 

O tratamento é realizado com medicamentos antivirais específicos (p.ex. aciclovir) para o vírus da herpes. Na maioria dos casos também são receitados analgésicos, uma vez que a dor provocada pela doença costuma ser intensa e pode ter uma duração de seis meses até um ano em casos mais extremos. “A doença não representa um risco à vida, no entanto a principal sequela da herpes zoster é a neuropatia pós-herpética. O nervo que ficou inflamado demora muito para se recuperar, por esse motivo o paciente fica com dores durante esse longo período.”

 

Apenas as pessoas que tiveram contato com o vírus da varicela podem desenvolver o herpes zoster.  Caso a pessoa não tenha conhecimento é possível realizar um exame sorológico específico. Como prevenção atualmente existe a vacina. Esta é indicada para pessoas acima de 50 anos de idade, quando ocorre maior ocorrência da doença. Estudos mostram que a eficácia da vacina é superior a 90%. “O mais importante é buscar a ajuda de um especialista antes de tomar qualquer medicação por conta própria. Somente assim será possível identificar o real problema e tratar da melhor forma possível.”, finaliza Dra. Maria Inez.

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags